História da The Dark One Productions

Prelúdio

Em 1995, um desocupado chamado Marco Antonio, meu irmão, pega a câmera de vídeo de sua Mãe e começa a filmar insanidades. As gravações são feitas no próprio apartamento, com sua mãe, avó e irmão como atores. Após dublar e inserir trilha sonora, surge os filmes The Lord of Souls, The Menino, entre outros, que tornaram-se sucesso no underground do Grajaú e redondezas.

Os filmes caseiros incitaram a loucura de outros, como Velho e Pepa. Logo após Velho grava Grajaú Ninja II, A Maldição do Pirata e A Mala, e Pepa começa seu caminho com uma série de produções, como A Vida, Carrinho da Mamãe, GrajaUFO, e outros.

Posteriormente Marco desanda com os filmes, deixando-os de lado. Originais de vários filmes foram perdidos, sobrando somente o lendário The Lord of Souls. Seu último filme - A Volta de Wilson (O Alejadinho) ficou arquivado.

Vendo o mercado crescente de filmes lixões, Kleber continua o trabalho de Marco, usando da mesma câmera aonde surgiram os trevosos sucessos de antes. Vários protótipos foram feitos, como Gorion, Guerra dos Mundos e Luta do Bem contra o Mal (titulo provisorio), mas que nunca foram concluidos.

Reunião

Somente no final de 1999 o sucesso iria surgir. A primeira Festa a Fantasia de Kleber, em novembro, junta o primeiro figurino da produtora; e os rascunhos de Home Summoning mostram o prelúdio do terrível projeto de filmes.

Em uma espiral de falta do que fazer, Kleber junta um grupo de amigos e filma sua primeira produção - Home Summoning Z. Em uma época de Natal, o grupo se reúne nos Estúdios Nelson Gomes, grande empresa que irá apoiar várias outras produções ao longo do ano que está por entrar. A nova produtora tem apoio do CyberSendero Luminoso, antigo grupo terrorista que assolava as BBS do Rio, e que andava meio por baixo pela ascensão da Internet.

Home Summoning Z em sua primeira versão foi editado com dois vídeos, com as faixas de áudio dubladas no PC. O processo de gravação do áudio na fita era quase precário, havendo um trabalho de sincronização trabalhoso. O estilo de dublagem, herdado dos filmes do Marco, tornou-se uma marca registrada da produtora. Este foi o primeiro filme a ostentar o nome da The Dark One Productions.

Produção em Massa

Em 2000 iniciou-se os projetos de dois filmes: Cepel: O Lado Negro da Engenharia e Home Summoning X - Blood Easter, que estão inacabados. Posteriormente a parte gravada de Home Summoning X foi adaptada e tornou-se Home Summoning i - Interludes.

Em um dia de falta do que fazer, surge o primeiro filme cujo roteiro foi totalmente errático e aleatório: O Anjo Negro. Após filmar seus atores em cenas criadas na hora, como em um repente visual, Kleber uniu as peças e transformou em filme. Foi o primeiro filme a ser totalmente editado no PC. Houve também a remasterização de Home Summoning Z, sendo lançado como a versão "Digital Release".

Com a segunda festa a fantasia agregou-se mais figurino para gravações, e no final do ano foi gravado Ceifator, o primeiro filme de ação-porradaria da produtora.

Em 2001 foram-se aprimorando as técnicas e surgindo novas idéias. Gravou-se A Matriz, projetado para receber pesados efeitos especiais, acabou ficando em segundo plano para projetos mais práticos. Foram então gravados Toco Raider e Home Summoning Delta - The Demonlore.

Toco Raider foi o primeiro filme com uma atriz: Shanna, prima de Biscuit e Pino, e logo após Home Summoning Delta teve o maior elenco, 2 dias de gravação, com externas na Floresta da Tijuca.

Ainda em 2001 criou-se o primeiro filme para uma mostra competitiva. O filme Lição de Informática, considerado um dos melhores, participou do IX Festival do Minuto.

Além do Infinito

No início de 2002 a produtora conclui Aranha, um clássico filme de terror trash; e Double Evil, o primeiro projeto conjunto da The Dark One com as produtoras Pepa Filmes e Spooky I.F., que muda a filosofia da produtora por ser a primeira vez que não irá dublar, usando o áudio original.

Ao longo do ano a The Dark One diminuiu o ritmo, devido aos compromissos do diretor. Em caráter experimental foi editado Joelho, uma viagem introspectiva com imagens e rock progressivo. Agora no final de 2002 a produtora traça planos para seu retorno, partindo com investimentos em câmeras digitais. Agora com o reforço da nova atriz-roteirista-namorada Anna Pessegueira, a produtora entrará em nova fase, com filmes com melhor qualidade visual e roteiros alternativos-underground. Outros planos incluem a esperada edição de A Matriz e a gravação de Ceifator 2.

C. K. (Manso) - 29/11/2002

Free Web Hosting